quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Quantas camisas André Dias usou no Juventus?

Após o goleiro André Dias completar 152 jogos pelo Juventus e se tornar recordista de partidas pelo clube no Século XXI, a gente resolveu propor um desafio ao fotógrafo Ale Vianna: será que ele tem fotos de todas as camisas que o goleiro juventino vestiu pelo clube, de 2014 até hoje?

O desafio foi aceito pelo fotojornalista, que está presente nos jogos do clube da Mooca praticamente desde a chegada de André Dias. O resultado você vê abaixo, e a quantidade de camisas está lá no final do texto: 


Em 2014, as opções oferecidas pela Deka, então fornecedora dos fardamentos, eram o preto, cinza e o azul. Uma camisa azul celeste com o número 100 às costas foi utilizada uma única vez, em comemoração à centésima vitória do Juventus em Copas Paulistas. E sim, aquele cabeludo com cara de moleque é o André Dias...


Em 2015, o Juventus trocou de fornecedora, e a Super Bolla trazia 2 opções de cor: laranja e cinza. A versão laranja apareceu na maioria das vezes com gola e punhos grenás, mas também houve uma com gola e punhos brancos.


A temporada de 2016 começou com Super Bolla, mas o Juventus voltou para a Deka no segundo semestre. Com a marca goiana, as opções eram azul e preto. Já a confecção da Zona Norte de São Paulo colocou uma variedade ampla à disposição do Moleque Travesso. Curiosamente, a camisa dourada de goleiro tinha o mesmo desenho da camisa de jogo de 2011.

Em 2017, a Super Bolla voltou, mas André Dias foi para o banco. O clube fez uma aposta doida em um medalhão: Deola chegou com banca à meta grená, inclusive com o próprio autógrafo estampado nas camisas, feitas nas versões laranja e preta. Não demorou muito e André retomou a titularidade, mas a assinatura do outro continuou lá. No segundo semestre, André Dias foi emprestado ao Oeste e Paulo Vitor, o novo dono da camisa 1, deu um jeito de tampar o rabisco deolino.

A Nakal forneceu os equipamentos juventinos em 2018, nas cores azul e amarelo. Com o traje amarelo, André Dias chegou a marca de 100 jogos pelo clube da Mooca.

Após um tempo fora do clube, o goleiro retornou no segundo semestre de 2019, quando o Juventus vestia Alluri. André não chegou a disputar nenhuma partida com esse fornecedor. Após o novo regresso da Super Bolla, envergou os trajes cinza, amarelo e preto.

No total, pelas nossas contas e com base nas fotos do Ale Vianna, André Dias utilizou 20 uniformes diferentes atuando pelo Juventus. Nesse cálculo não entraram as variações de patrocinadores, nem os outros modelos que outros atletas utilizaram, casos de Thiago Nóbrega, Rafael Vianna e Paulo Vitor, que passaram pelo clube no período.

 Fotos: Ale Vianna / CA Juventus

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Estamos no YouTube!

Recentemente, criamos um canal no YouTube com o intuito de mostrar histórias e curiosidades do Juventus a partir das camisas que fazem parte do nosso acervo.

A proposta é que o canal seja um complemento ao conteúdo que já apresentamos neste blog, na página do Facebook e no Instagram.

Convidamos nossos leitores que ainda não conhecem o canal a assistirem alguns de nossos vídeos e, caso tenham interesse, se inscrevam para continuarem nos acompanhando. É gratuito e sempre será.

 

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

camisa modelo Torcedor 2020 - Super Bolla


No apagar das luzes de 2020, a Super Bolla lançou uma versão de torcedor da camisa do Juventus, que conta com acabamento mais simples, gola careca e punhos brancos. 

Essa camisa está à venda nas lojas oficiais do clube.

 






O lançamento, apesar de ser atrasado para a temporada de 2020, que já se encerrou, acaba antecipando algumas novidades que as coleções dos clubes patrocinados pela confecção goiana apresentarão somente no ano que vem, tais como o novo patch, um novo tecido e, claro, o novo logotipo da fornecedora dos equipamentos, que surge bordado e sem a grafia por extenso do nome da companhia.

 

A linha completa do Juventus para a próxima temporada está com lançamento previsto para meados de janeiro.

sábado, 17 de outubro de 2020

camisa do feminino 2020



Equipe feminina do Juventus antes do primeiro jogo do Campeonato Paulista de 2020. Em pé: Priscila, Renata Rosa, Bia Cardoso, Sabrina Camatta, Deza e Dani Soares. Abaixadas: Alê Brito, Emilly, Dani Ortolan, Iara e Thais Gabrielle.

 

O Juventus estreou, nesta tarde, no Campeonato Paulista Feminino. A crônica do jogo está, como de costume, no nosso Facebook. Aqui no blog, o espaço é exclusivo para o registro do uniforme juventino. E as Travessas vestiram uniforme novo 

As camisas trazem um desenho mais simples do que o das temporadas anteriores, inteiramente grenás, apenas com a gola e punhos brancos. No distintivo, agora maior, saem a estrela de prata alusiva à Taça de Prata de 1983, conquistada pela equipe profissional masculina, e também a inscrição "Futebol Feminino", que era grafada abaixo do escudo do clube.


Como o Juventus foi tetracampeão paulista na década de 1980, não seria nada mal inserir estas estrelas na camisa das mulheres, não? Fica a sugestão.

Os patrocinadores da camisa são a Universidade São Judas (frente) e a cervejaria Bragantina (costas). A numeração se assemelha à da Nike de 2012, utilizada por times como Corinthians e Internacional. Também foi estampado o escudo da Federação Paulista de Futebol bem no centro da camisa, em um tamanho um tanto exagerado, ao nosso ver. 


Não há nenhuma indicação da marca dos uniformes, nem se estarão disponíveis para venda. Apesar de ter sido lançado um modelo baby look feminino pela Super Bolla no ano passado, essa camisa foi direcionada apenas para lojas e não para uso pelo departamento de futebol feminino. Que mancada, hein, Super Bolla?

As fotos, como sempre, são de Ale Vianna / CA Juventus

camisa do futsal 2020 - uma Super Bolla diferente

 O Juventus iniciou sua participação no campeonato Sub-20 da Liga Paulista de Futsal com derrota diante da equipe do Jacareí Kiloucura, mas o que chamou a atenção (pelo menos a nossa) foram os uniformes utilizados pela equipe da Mooca nesse compromisso.

Se durante os treinamentos, as indefectíveis camisas brancas Umbro de 2013 se fizeram presentes, ao lado dos intermináveis shorts Puma de uma década atrás (ou mais), no jogo foi utilizado um modelo Super Bolla ano 2020, porém o equipamento apresenta diferenças com relação àquele da equipe profissional de futebol de campo.

As camisas Super Bolla do futsal, em cor branca, trazem gola em formato V e mangas sem detalhes nos punhos e não possuem a faixa lateral na cor grená. A outra diferença é a colocação do número dos atletas na parte frontal, mas esta se dá por exigência do regulamento da Liga Paulista. Os calções também não possuem a listra lateral grená, sendo inteiramente brancos.

 


Para comparação,vejamos o uniforme utilizado no jogo-treino entre São Paulo e Juventus realizado no início deste ano, única ocasião em que a combinação de camisa e calções brancos foi utilizada pelo Moleque Travesso neste ano.



Crédito das fotos: Ale Vianna / CA Juventus


quarta-feira, 23 de setembro de 2020

as camisas da Série A2 (sim, no plural)

O Juventus utilizou, nas seis primeiras rodadas já disputadas no Campeonato Paulista Série A2 de 2020, cinco camisas diferentes com diversas combinações de patrocínios.

Acreditamos que as variações se deveram à demora na renovação do contrato com o Grupo São Cristóvão como patrocinador master, sem descartar eventual problema de fornecimento pela Super Bolla.

Vejamos quais foram:

Na estreia do Juventus no torneio, contra o Votuporanguense, camisas brancas sem patrocínio master, com os logotipos de Print Comunicação Visual, Eu Sou Torcedor e Esfiha Juventus. Esse modelo também foi utilizado num jogo treino contra o São Paulo, dias antes.


Diante do Sertãozinho e do Monte Azul, o Moleque Travesso vestiu uma camisa sem patrocínio master, com os discretos anúncios de Print Comunicação Visual, Esfiha Juventus e Eu Sou Torcedor. Trata-se do mesmo uniforme utilizado na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020.



Contra o São Caetano e o Audax, a camisa utilizada foi a mesma da Copa Paulista de 2019, que trazia os patrocínios Oswaldo Cruz Química, Lukscolor Tintas, Esfiha Juventus, Colégio Vereda, Above desodorante e Grupo São Cristóvão Saúde.


A versão branca da camisa da Copa Paulista de 2019 não foi utilizada naquela competição, mas fez uma aparição (a única) nesta A2, na partida diante do Rio Claro. Esse mesmo modelo foi vestido pelo ex-jogador Alex no programa Resenha, da ESPN, que contou com a participação de Cristian, atual jogador do Juventus.


Contra o XV de Piracicaba, o logotipo do São Cristóvão estampado como patrocinador master ao lado dos anunciantes Eu Sou Torcedor, Print Comunicação Visual e Esfiha Juventus. 

 

ATUALIZAÇÃO:

Na partida diante do Penapolense, na Rua Javari, o Moleque Travesso trouxe dois novos patrocinadores, na parte inferior da camisa: Moove, marca de bebidas isotônicas, na frente, e Insuran Investimentos, nas costas. Esses novos patrocinadores seguiram até o final do torneio, juntando-se aos demais que já estampavam o uniforme.


Os jogadores Bruno Xavier, Wilson, Cristian, Douglas e Alê comemoram gol diante da Portuguesa Santista.


Mais uma pilha de abraços, apenas um pretexto para mostrarmos o patrocínio das costas...


Contra a Portuguesa, no Canindé, o Juventus utilizou pela primeira e única vez na Série A2 a camisa branca com os patrocinadores supramencionados. O logotipo do São Cristóvão foi estampado em azul, diferentemente da camisa de 2019, na qual a marca aparecia na cor grená.

O zagueiro Diego Sacomam com a camisa branca da versão 2020.

A competição já se encerrou para o clube da Mooca, que acabou eliminado nos pênaltis para o São Bernardo, nas quartas de final, não sem tempo de o Moleque Travesso envergar 7 camisas diferentes.

As diferenças de que estamos falando não se tratam do modelo do uniforme, que sempre foi o mesmo, apresentado pela Super Bolla no segundo semestre do ano passado. As variações dizem respeito aos patrocinadores.


Crédito de todas as fotos: Ale Vianna / CA Juventus