domingo, 2 de setembro de 2012

Retratos da Javari - o garoto

foto: Rebeca Simone

Equilibrado num poste metálico que sustenta o alambrado atrás do gol da Seção 2 do estádio da Javari um menino humilde, com suas roupas sujas e sandálias havaianas nos pés, que imagino, pelos trajes, ser um dos sem-teto que ocupa o prédio abandonado atrás do estádio, canta as músicas da torcida, apoiando o Juventus. Canta forte, canta alto. Canta mais do que muita gente bem alimentada e endinheirada, que vai ao jogo mudo, volta calado e se acha no direito de criticar a torcida.

Se chama Robinho. Torcedores pagam o ingresso para que ele entre no estádio e se apresentam como responsáveis, caso contrário a polícia não autoriza a entrada.

E basta o jogo acabar para que ele e outros coleguinhas pulem a grade, adentrem o campo de jogo, e com as luvas que ganhou de algum arqueiro e a bola que caiu fora do campo, jogam, um jogo mais importante do que o que acabou de acabar. Outros torcedores se juntam ao grupo e também participam.

O menino, feliz, ainda acha um número 1 caído no gramado, deve ter se soltado de alguma dessas camisas modernas que se desmancham apenas por serem vestidas.

E viva o futebol.

O prédio em que ele vive é a antiga Creche "Ninho Jardim Condessa Marina Regoli Crespi", lugar de cuidar de criança, mas que hoje, abandonado, virou um cortiço. O edifício tem uma arquitetura valiosa e será tombado. O que será do menino e da família, não sei. Um dia certamente terão que deixar aquilo que ele chama de lar. Somente uma coisa é certa: será sempre um juventino.

Mais uma coluna que estreia hoje, com relatos de cenas e situações vistas ou vividas dentro dos acolhedores muros do Conde Rodolfo Crespi. Quem tiver boas histórias, envie para hamilton@juventus.com.br. Como diria Roberto Carlos, se não for nada imoral, imoral ou que engorda (exceto cannoli), eu publicarei.

3 comentários:

  1. Olha caro juventino,sou sincero com você,ontem foi a primeira vez que fui na javari a convite de um amigo meu são paulino,e eu sou corintiano quis aceitar a experiencia,e vi esse garoto,vi a familiriadade dos juventinos,vi a seção 2 de pertinho cantando as musicas e apoiando o time nos 90 minutos,mesmo perdendo...Vocês todos estão de Parabens mesmo,torço para que vocês voltem a elite do Paulistão logo,e que nos incomodem e tragam esse espirito do futebol romantico para os estadios,e parabens pelo post...muito legal mesmo..

    ResponderExcluir
  2. Dimas Fernandes Vieira Junior15 de novembro de 2012 20:23

    Caras... Isso lava a alma de qualquer um que goste de futebol... De verdade, com ALMA... Respeito e admiração... Saúde, Rua Javari...

    ResponderExcluir
  3. não entendo essa reprovação de vocês em relação a quem vai ao estádio e não fica cantando. cada pessoa torce do seu jeito, não precisa seguir a 'cartilha do torcedor' (que grita, xinga etc) para provar que de fato torce para o C.A.Juventus.

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados.